COORDENAÇÃO DO CURSO
Doutora Ana Oliveira
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Inscrição Online

 

Em plena globalização, a sociedade moderna assenta num modelo social e económico orientado para a geração de mais riqueza e melhor qualidade de vida, através da valorização/ racionalização dos recursos que deverão ser utilizados de forma eficaz e transparente.

É neste quadro que os cidadãos se mostram cada vez mais exigentes, esperando das entidades públicas o melhor atendimento, maior eficácia dos serviços que lhes são prestados, assim como na resolução dos problemas com que se deparam no dia a dia. Esta qualidade pode alcançar-se recorrendo a um SIG construído com aplicações open source – Quantum GIS –, tendo em vista a maximização, eficiência e eficácia das decisões territoriais e permitindo o acesso, em tempo real, por todos os intervenientes na gestão operacional.

Das entidades operacionais espera-se uma resposta profissional, rápida e adequada às solicitações que lhes são colocadas, devendo estes dispor das tecnologias mais avançadas, de forma a dar uma resposta atempada e rigorosa.

É neste contexto que os SIG podem contribuir. Um SIG pode ser entendido como a concentração de toda a informação numa base de dados, evitando redundâncias no armazenamento da informação, melhorando significativamente a eficiência de atualização, a disponibilização e o acesso à informação por todos os sectores das entidades públicas. Hoje em dia diversas entidades já disponibilizam informação geográfica oficial, de forma gratuita, sendo ainda necessária a qualificação de recursos operacionais para a poder consultar e construir o SIG que dê a melhor resposta as necessidades da entidade onde estão inseridos. Estes recursos devem estar dotados de competências para manter a informação atualizada, de forma a poderem extrair os dados essenciais a uma tomada de decisão eficaz, eficiente e sobretudo com segurança.

OBJECTIVOS

O curso “Aplicação de Sistemas de Informação Geográfica à Missão Operacional” tem como objetivo geral proporcionar formação nos conceitos e ferramentas de SIG recorrendo a funcionalidades do Quantum GIS (v.2.18.14), privilegiando a componente prática e as potencialidades em termos da sua aplicabilidade numa perspetiva de proteção civil e gestão municipal. A formação proposta pretende dotar os formandos de competências básicas para que fiquem autónomos na produção, consulta e partilha de informação geográfica assim como na elaboração de cartografia de risco.

DESTINATÁRIOS

Alunos do ensino superior; trabalhadores de autarquias, nomeadamente Gabinetes Técnicos Florestais responsáveis pela elaboração dos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios e Plano Municipal Operacional; Licenciados em áreas científicas relacionadas com a Proteção Civil e Ambiente, assim como especialidades que intervêm no planeamento e na gestão do território; outros potenciais utilizadores de ferramentas SIG.

DIPLOMA

O curso confere um Diploma de Formação em “Aplicação de Sistemas de Informação Geográfica à missão operacional”, com atribuição de créditos ECTS (European Credit Transfer System). O Diploma é emitido pelo ISEC Lisboa.

CONDIÇÕES PARA A OBTENÇÃO DO DIPLOMA

A atribuição do diploma está condicionada à aprovação em todos os elementos de avaliação exigidos durante o curso.

HORAS DE FORMAÇÃO

Carga horária semanal de 4 horas em horário pós-laboral (6ª feira das 18h30 às 22h30), num total de 45 horas de formação.

CORPO DOCENTE

O curso será lecionado pela mestre Ana Maria Oliveira.

Mestre em Deteção Remota pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto em 2004, Licenciada em Geografia e Planeamento Regional pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em 1999. Exerceu a sua atividade profissional em empresas privadas como a Digimapa, Novageo, Siemens e GiBB Portugal onde desenvolveu competências de Fotointerpretação, Cartografia e Sistemas de Informação Geográfica.  Em 2000 ingressou no mapa de pessoal da Câmara de Loures onde foi responsável tanto pelo projeto SIG como pela elaboração dos Planos de Defesa da Floresta (PMDFCI e POM). Em 2007 iniciou a docência como professor convidado no Instituto Superior de Educação e Ciências ministrando as unidades curriculares de Introdução a Tecnologias de Informação, na licenciatura de Engenharia em Proteção Civil e na unidade curricular de Análise de Cartografia de Risco, no Mestrado em Riscos e Proteção Civil. Paralelamente, em 2009, foi professora auxiliar no Instituto Superior de Agronomia onde ministrou a unidade Curricular em Ecologia da Paisagem, na Licenciatura de Arquitetura Paisagística.

Participou no projeto "Fatores que Influenciaram a Sobrevivência Pós-Fogo do Sobreiro" no Centro de Ecologia Aplicada "Prof. Baeta Neves.

Em 2010 iniciou o Gabinete de SIG na Câmara Municipal de Oeiras, responsável pela centralização da Informação Geográfica, sua normalização e distribuição aos serviços. Paralelamente foi responsável pela divulgação do software Quantum GIS, de forma a que os serviços trabalhassem numa plataforma comum.

Em 2013 foi convidada pelo Instituto De Informática da Segurança Social para iniciar o Departamento de Gestão de Clientes, função que manteve até julho de 2015, data em que regressou ao Município de Oeiras, estando a desempenhar funções na organização da informação geográfica municipal.

 


INSCRIÇÃO ONLINE

[Form curso_sig not found!] 

Cursos Qualifica +Foi assinado um protocolo de cooperação entre o ISEC e o Ministério da Defesa Nacional no âmbito do programa Defesa Qualifica+ que prevê a obtenção de qualificações superiores por parte dos militares e ex-militares.


És militar ou ex-militar do Regime de Contrato com um mínimo de 5 anos de serviço efetivo?

Estás inscrito no CIOFE (Centro de Informação e Orientação para Formação e Emprego ?

Aproveita o programa de apoio à obtenção de qualificações superiores por parte dos militares e ex-militares do Regime de Contrato denominado de Defesa Qualifica +:

  • 15% de desconto na propina, caso a turma for constituída unicamente por utentes do CIOFE;
  • 10% de desconto na propina, nas restantes situações sendo este desconto não acumulável com qualquer outro desconto

Condições previstas no Regulamento de Incentivos à Prestação do Serviço Militar para apoio a estudos superiores (Artigo n.º 23 do Decreto-Lei n.º 320/2007 de 27 de setembro, com a redação dada pelo artigo 39.º da Lei n.º 55-A/2010, de 31 de dezembro).

Mais informação em http://ciofe.dgrdn.pt/formacao/defesa-qualifica.html

Estágio curricular de 3 meses na OGMA, Indústria Aeronáutica de Portugal S.A.

Candidatura Online Pedido de Informação


HORÁRIO

Segunda a sexta-feira - 4 horas por dia entre as 14h00 e as 18h00*
*com a possibilidade de criação de uma turma pós-laboral, caso o nr.º mínimo de alunos seja atingido.


Este Curso pretende proporcionar formação na área da Manutenção Aeronáutica, designadamente:

  • Legislação específica do setor
  • Conhecimento de estruturas mecânicas, dos sistemas, da componente eléctrica e de propulsão de uma aeronave;
  • Identificar e corrigir anomalias simples.

COMPETÊNCIAS A ADQUIRIR

  • Reconhecer as especificidades e requisitos da aeronáutica;
  • Conhecer a legislação associada à manutenção aeronáutica;
  • Reconhecer a estrutura mecânica e eléctrica de uma aeronave;
  • Conhecer o modo de funcionamento de propulsores de aeronaves;
  • Identificar e corrigir anomalias eléctricas simples;
  • Identificar e corrigir anomalias mecânicas simples.

PLANO DE ESTUDOS

UNIDADE CURRICULAR HORAS
Fundamentos de Matemática e Física 25h
Fundamentos de Electricidade e Aviónicos 25h
Noções sobre Tecnologia de Materiais Aeronáuticos 25h
Práticas de Manutenção em Aeronaves 50h
Aerodinâmica 25h
Factores Humanos 25h
Regulamentação Aeronáutica da Manutenção 25h
Noções de Estruturas e Sistemas de Aeronaves 50h
Motores de Turbina a Gás e Hélices 50h
Formação em Contexto de Trabalho/Estágio 3 meses // 480h

 

 


Formadora

FORMADORA
Maria José Artiaga

 

 Estou interessado/a

 

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

1. A voz e a criança
2. Critérios de seleção e intencionalidades na utilização do repertório vocal
3. Repertório: canções de jogar/brincar, tradicional portuguesa, língua estrangeira
4. Elementos base de linguagem musical associados aos conceitos de:
    1. ritmo (pulsação, andamentos e compassos)
    2. altura (melodia e harmonia)
    3. timbre (classificação de vozes)
    4. dinâmica (intensidade forte e fraco)
    5. forma (secções, frases e motivos, ostinato, cânone)
5. Jogos com movimento, mímica, sons, palavras
6. Improvisação individual e em grupo
7. Planificação de atividades centradas na canção adequadas a grupos de crianças do Pré-Escolar e do 1º ciclo do Ensino Básico (faseamento da intervenção, técnicas/estratégias de dinamização).

 


ACREDITAÇÕES. CERTIFICAÇÕES E RECONHECIMENTOS EXTERNOS